sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

97% DO DNA HUMANO É EXTRATERRESTRE. LEIA NO CAP. V DA SÉRIE OS ANUNNAKI

Postado por Lucio Neto On 02:57 9 comentários

No capítulo IV da série 2012 - O RETORNO DOS ANUNNAKI, você leu o relato do professor Zecharia Sitchin com base nas suas traduções das tábuas dos sumérios, que o Ser Humano nasceu a partir de experiências genéticas realizadas pelos Anunnaki, a cerca de 400 mil anos.
Os Anunnaki, seres extraterrestres provenientes do planeta Nibiru, conhecido como o Planeta X, são, portanto nossos ancestrais. Esqueça aquela historinha da carochinha que tem sido contada a vida toda. É tudo conversa para fazer o boi dormir. Àqueles que desejarem realmente conhecer a verdade, têm que se libertar e abrir os seus horizontes. Caso contrário, continuarão a ser escravos de governos, políticos e religiosos. A verdade se apresenta de forma cristalina. Só não vê quem não quer. Acreditar que o ser humano nasceu a partir de um formato de barro e através do sopro divino se fez, só mesmo fechando os olhos para os fatos que hoje estão a um clique para quem deseja evoluir.
Diz o professor Sitchin que na unidade médica de ABZU, ENKI e NINTI concluíram que poderiam extrair o óvulo de uma fêmea primata, fertilizá-lo, in vitru, com o espermatozóide de um macho Anunnaki e implantá-lo no útero de uma fêmea Anunnaki. Após muitas tentativas e erros, estava criado o modelo perfeito do homo-sapiens. O processo foi repetido várias vezes, formando a primeira geração de híbridos humano-alienígenas, na Terra, que contudo eram estéreis. E à medida que os LULU (Trabalhadores Primitivos) eram desenvolvidos e encarregados no trabalho de mineração na África, os Anunnaki que trabalhavam na Mesopotâmia começaram a invejar os seus colegas e a clamar pela presença de humanos naquela região. Apesar das objeções de ENKI, ENLIL apoderou-se de um grupo de terráqueos e os levou para a principal base do Golfo Pérsico, ERIDU. Este fato está descrito na Bíblia, que é uma cópia das tábuas dos sumérios, no Gênesis: "Iahweh (ENLIL) tomou o homem e o colocou no Jardim do Éden para cultivar e guardar".  

Concepção in vitru
Segundo o professor Sitchin, as tábuas e cilindros dos sumérios, narram as muitas experiências genéticas dos Anunnaki até chegar ao modelo perfeito do homo-sapiens. O resultado dessas ousadas experiências foram seres antropomórficos, de aspecto exótico ou monstruoso, que ficaram conhecidos, ao longo da história, como quimeras (centauros, cíclopes, hárpias, tritões, sereias, minotauros, hidras, górgonas, sátiros, etc). Criaturas que possuíam cabeça e tronco humanos e membros inferiores de animais ou as vezes, o inverso, ou uma bizarra combinação de ambos ou de vários animais, ou ainda seres humanos com dois pares de membros superiores.

Concepção artística do DNA humano

Leia na seqüência a matéria que foi originalmente publicada pelo jornal online The National Canadian em 2007, que repercutiu na imprensa mundial cujo título é Cientistas descobrem genes extraterrestres em DNA humano.  Agora, leia com atenção e veja que a explicação do professor Sam Chang, confirma o que o professor Zecharia Sitchin relata em seus livros e palestras, inclusive com relação as várias experiências. Um fato escrito há mais de 400 mil anos é confirmado pela ciência no Século XX. Leia:

Um grupo de pesquisadores trabalhando no Projeto Genoma Humano indicam que eles fizeram uma descoberta científica surpreendente: Eles acreditam que os chamados 97% das seqüências não-codificadas no DNA humano não é menos do que o código genético de formas de vida extraterrestre.

As seqüências não-codificantes são comuns a todos os organismos vivos na Terra, a partir de moldes de peixes a humanos. No DNA humano, constituem maior parte do genoma total, diz o professor Sam Chang, líder do grupo. Seqüências não-codificantes, originalmente conhecida como "DNA lixo", foram descobertas anos atrás e sua função permanece um mistério. A esmagadora maioria do DNA humano é de origem extraterrestre.

Após análise abrangente com a assistência de outros cientistas, programadores de computador, matemáticos e outros estudiosos, o professor Chang se perguntou se o aparentemente "DNA lixo humano" teria sido criado por algum tipo de "programador extraterrestre". Sobre os alienígenas dentro do DNA humano, o professor Chang observa ainda, "tem suas próprias veias, artérias e seu próprio sistema imunológico que resiste vigorosamente a todos os nossos medicamentos anticancerígenos."

O professor Chang afirma também que "Nossa hipótese é que uma forma superior de vida extraterrestre estava empenhada na criação de uma nova vida e plantá-la em vários planetas. A Terra é apenas um deles. Nós não podemos saber os seus motivos -. se era um experimento científico, ou uma maneira de preparar novos planetas para a colonização..

Concepção artística do DNA humano

Professor Chang indica ainda que "Se nós pensarmos nisso em termos humanos, os " programadores extraterrestres " provavelmente estavam trabalhando em "um grande código ", consistindo de vários projetos, e os projetos devem ter produzido várias formas de vida para vários planetas. Eles também tentaram várias soluções. Eles escreveram "o código grande", executaram-no, não gostaram de algumas funções, mudaram-no ou adicionando um novo, executando novamente, fez mais melhorias, tentaram novamente e novamente. "

A equipe do professor Chang de pesquisadores, além disso, conclui que: os " programadores extraterrestres "talvez tenham sido ordenados a cortar todos os seus planos idealistas para o futuro quando se concentraram no" projeto Terra "para cumprir o prazo de prensagem. Muito provavelmente, em uma evidente pressa, os "programadores extraterrestres" podem ter cortado drasticamente no código grande e entregue um programa básico destinado a Terra. "

Professor Chang é apenas um dos muitos cientistas e outros pesquisadores que descobriram as origens extraterrestres para a Humanidade.
Professor Chang e seus colegas de pesquisa mostram que a "extraterrestre programação" deixou lacunas no seqüenciamento do DNA precipitado pela hipótese de uma corrida para criar vida humana na Terra, e isto resultou para a humanidade  o crescimento ilógico de massa de células que conhecemos como o câncer. "

À esquerda sequência do DNA hoje e à direita cilindro sumério do DNA


Professor Chang indica ainda que "O que vemos em nosso DNA é um programa que consiste em duas versões, um código grande e código básico." Mr. Chang então afirma que o fato de o" programa "completo não ter sido positivamente escrito na Terra,  agora é um fato verificado pela ciência. O segundo fato é, que os genes por si só não são suficientes para explicar a evolução. Deve haver algo mais "no jogo".

"Cedo ou tarde", o professor Chang diz que "teremos de lidar com a inacreditável idéia de que toda a vida na Terra carrega código genético do seu primo extraterrestre e que a evolução não é o que nós pensamos que é."

Voltando aos relatos do professor Zecharia Sitchin que diz:
À despeito das quimeras, o projeto do homo-sapiens foi bem sucedido, mas a primeira geração de híbridos não procriava, então ENKI decidiu criar clones modificados, utilizando o DNA mitocondrial de sua esposa NINKI (Senhora da Terra) combinado com o DNA do tecido retirado de ADAMU, criou uma fêmea apta para procriação. Sendo assim "Adão e Eva", do livro do Gênesis, receberam o "fruto do conhecimento", ou seja, foram iniciados no conhecimento sobre procriação, além de outros assuntos. Sitchin diz ainda, que o mito da "serpente tentadora" do Éden, se refere ao termo "Nahash" (Portador do Conhecimento), um dos muitos epítetos de ENKI, que enalteciam suas habilidades científicas. O brilhante Anunnaki possuía um cajado de metal, em forma de haste circundada por duas serpentes, em referência a dupla hélice do DNA humano. Esse símbolo, o Caduceu, foi adotado pela Medicina em todas as épocas. O fato é que ENKI e NINTI eram brilhantes cientistas e dominavam plenamente a ciência da manipulação genética, se referindo à ela como a ciência da "Árvore da Vida". Sitchin revela uma curiosidade interessante: A palavra "mãe" se originou de MAMI, um dos epítetos sumérios de NINTI, a Senhora da Vida.

A Árvore da Vida retratada num cilindro sumério


NÃO PERCA NA SEGUNDA, 23/01, O VI CAPÍTULO DA SÉRIE 2012 - O RETORNO DOS ANUNNAKI


LEIA TAMBÉM: PREFÁCIO   CAPÍTULO I    CAPÍTULO II  CAPÍTULO III  CAPÍTULO IV  CAPÍTULO V  CAPÍTULO VI   CAPÍTULO VII   CAPÍTULO VIII  CAPÍTULO IX  CAPÍTULO X    CAPITULO XI  CAPÍTULO XII
ENCERRAMENTO






9 comentários:

As coisas descritas são inextrincavelmente conectadas. A lógica embutida é muito grande. Como poderia, um povo aparentemente inculto, criar tais histórias?? De que imaginação poder-se-ia tirar tais questões? Como é que agora, quase 500 mil anos depois, os cientistas confirmam escritos daquela época?? Estas são questões muito pertinentes e que darão ainda muito o que falar.

Respeito tudo, mas fico com a Bíblia.

nosso passado é a maior viajem, acreditamos muito em conhecimento pre selecionado por entidades educadoras e se fechamos para outras linha de conhecimento, mas verdade é que tudo é conectado, a individualidade humana e dogmas culturais nos tranca em mundos diferentes em dentro de um único mundo, exemplo disso são as fronteiras e a divisão dentro de religiões.

sou contra a posição que o sam chag tomou em relação ao dna e a a natureza humana imperfeita, o corpo humano é potencialmente perfeito, doenças como o cancer vem se tornando mais frequentes apenas nos ultimos 100 anos, paralelas a mudança nos habitos de vida e alimentação, o corpo humano é extremamente saudavel e perfeito em situações naturais, na situação que estavamos, quando fomos criados por exemplo... ainda que a organização puramente fisica nao o seja, a organização espiritual, ou melhor a organização sutil do homen, que tambem é fruto de inteligencia secundaria, esta o torna potencialmente perfeito, esta é a verdadeira planta, é a ordem, do desenvolvimento material do ser humano.


Marcello Castellani, Faço de suas palavras as minhas!

WALFREDO RODRIGUEZ NETO: O velho testamento é a tradução suméria das mesmas fontes/matrizes acima citados!

A suméria, cuja escrita, eram gravadas em placas de argila no método cuneiforme, estão sendo traduzidas por Zecharia Sitchin, que diz: fomos visitados novamente há 4.000 anos a.C. pelos nossos criadores, os Anunnakes, habitantes do planeta ‘Nibero’ ou ‘planeta X’, que já frequenta nosso planeta a mais de 400.000 anos, ...segundo os sumérios, Fomos aprimorados geneticamente e ensinados por esse povo extraterrestre. Segundo as traduções e testemunhos da primeira grande civilização mesopotâmica. Só estamos descobrindo o que eles já sabem e temos muito pela frente na estrada evolutiva. Anunnake = a Deuses = os que veio do céu ou caídos do céu. Não existe a palavra ‘Deus’ no singular no alfabeto sumério somente ‘Deuses’ no plural.

Gostaria de saber, com base em quê, ele tirou suas conclusões. Teria ele a posse de material genético alienígena, feito seu mapeamento e comparado com o genoma humano para ele poder afirmar que "97% de nossos genes são de origem alienígena" ? Mas é uma hipótese instigante...

Somos sim um melhoramento genético! O velho testamento é recheado de gigantes, abduções, tecnologia não compreendida,etc.Deus é criador do céu e da terra e não de religiões.Creio totalmente em um Deus cós
mico e não em um deus como pregam as religiões baseadas na teologia da prosperidade.

Sinceramente, a história de adão e eva foi contada por que a humanidade não estava pronta para entender certos assuntos, principalmente oque envolve a tecnologia, com certeza a verdade dos fatos estão em mãos de gente muito poderosa, que convenientemente não vão revelar a todos, a não ser para um grupo bem seleto, vamos ser maduros pessoal.... uma cobra que incentiva dois adultos a comerem juma fruta do conhecimento.... Isso é pura simbologia, tem muita coisa escondida por ae. Respeito muito a Bíblia, não estou dizendo que seja mentira e talz, mas simplesmente foi escrita para entendimento de pessoas leigas, mas hoje já estamos "evoluídos", e já estamos prontos para entender como as coisas funcionam de verdade

Postar um comentário

Evite enviar comentário como "Anônimo". Crie um username, um nome fantasia, e acrescente o seu Estado. São 4 maneiras:
01 - Entre com sua ID do Google e digite a senha;
02 - Sua ID de outras redes sociais;
03 - Nome/URL. Aqui basta você colocar seu nome (se desejar), um nome ficticio e coloque o seu Estado. Se tiver um site ou um blog pode colocar o endereço no espaço abaixo;
04 - Anônimo. O que nós pedimos para você envitar. Mas, se optar por esta forma, tudo bem.