sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

O SANTO SUDÁRIO É UMA GRANDE FRAUDE RELIGIOSA. VEJA NO CAP VIII DOS ANUNNAKI

Postado por Lucio Neto On 02:03 1 comentários

No capítulo anterior o professor Zecharia Sitchin, que traduziu durante seus estudos de mais de 40 anos, as tábuas de argila com a escrita cuneiforme dos sumérios, nos relatou que o fim desta avançada civilização se deu por uma bomba atômica, a primeira a explodir no nosso Planeta. Isto se deu em 2024 a.C. Em 6 de agosto de 1945, a primeira bomba atômica "feita pelo homem" e usada contra a própria humanidade explodiu na cidade japonesa de Hiroshima. A que destruiu a civilização Suméria foi feita pelos extraterrestres Anunnaki e usada numa das guerras pelo poder pelos filhos de Anu, governante maior do planeta Nibiru.
No seu relato sobre a civilização Suméria, o professor Sitchin afirma:

Gostaria de mencionar ao menos três de seus grandes feitos: um é a escrita. Eles desenvolveram um sistema de escrita chamado cuneiforme, que eram gravados como símbolos. Gravados em barro úmido que, quando secava ficava permanentemente gravado. Nós temos escritos ali sobre linguagem, gramática, literatura, dias épicos, músicas de ninar, receitas, como livro no 12º Planeta eu dou um exemplo de receita do prato francês Coq au vin, que é frango com vinho, provérbios, é realmente um guia completo sobre vida e morte.
Outra coisa são pictogramas. Eles usaram pedras na maioria pedras semi-preciosas, fizeram cilindros alongados em sua altura e gravam, e ninguém sabe explicar como, e destas pedras eles fizeram e gravaram inversamente, como um negativo, rolando e tornando permanente cada gravura, como a imprensa faz com os jornais. Centenas de cilindros com essas impressões foram encontrados e estão em várias museus, estes cilindros gravados com estas gravuras, que são muitas. (Figura 1)

Figura 1
Quero mencionar que nas construções altas eles foram os primeiros a usar tijolos, como a pirâmide em estágios, que tinha dezenas de metos de altura, como a Torre de Babel, mencionada na Bíblia, não só ela, mas cada cidade suméria tinha seu Templo Sagrado que ram chamados de Zigorat, e eram utilizados inicialmente para observações astronômicas. De fato, o conhecimento em astronomia é um dos mais incríveis legados sumérios. Isto, por exemplo, impresso num cilindro, que está em Jerusalém, no Museu Babilônico, se você perguntar a qualquer estudante, ele dirá que isso é cerveja, pois os sumérios foram os primeiros a inventá-la. Beber cerveja é um evento social, você vê pessoas vindo participar, e aqui está um canudo, com o qual, na América Latina costuma-se tomar chimarrão. Muitos outros selos cilindricos são decorados com símbolos celestiais e se você observar este, você verá o sol, a lua, o cinturão de asteróides, que orbita entre Marte e Júpiter que ninguém sabe como foi formado, embora e eu saiba, digo que ninguém sabe de onde veio, se remascente de algum planeta, que teria sido destruído, ou que explodiu e se espalhou em todas as direções, orbitando como cinturão entre Marte e Júpiter, então Marte e Júpiter, o cinturão de asteróides descoberto apenas nos tempos modernos, e além de Júpiter, vemos Saturno com seus anéis, que não sabíamos a respeito até a invenção do telescópio, este cilindro é de 2 mil a.C., ou de 4 mil anos atrás. Este é um exemplo do incrível conhecimento sumério sobre astronomia. (Figura 2)

Figura 2
Em 1989, quando a sonda Voyager 2 passou por Netuno e enviou a Terra fotografias e diversos tipos de dados, a ciência moderna então percebeu que os sumérios já sabiam, há cerca de cinco mil anos, da cor azul-esverdeada daquele planeta e, ainda assim, tudo continuou como sempre foi, ou seja, como se nada disso tivesse a menor importância, pelo simples fato dos sumérios terem deixado claro que os seus conhecimentos haviam sido adquiridos através da convivência com seres extraterrestres, que Ihes haviam ensinado tudo o que sabiam.

O professor Zecharia Sitchin escreveu sobre o assunto, no seu livro "Gênesis Revisitado":

Urano, apesar de estar um pouco mais próximo de nós - a "apenas" cerca de 3 bilhões de quilômetros de distância - fica tão além de Saturno que não pode ser visto da Terra a olho nu. Urano foi descoberto em 1781 por Frederick William Herschel, um músico que passou a ser astrônomo amador pouco depois do aperfeiçoamento do telescópio. Da época da sua descoberta até hoje, Urano tem sido aclamado como o primeiro planeta desconhecido na Antigüidade e descoberto nos tempos modernos. Isso porque os povos antigos conheciam e veneravam o Sol, a Lua e apenas cinco planetas (Mercúrio, Vênus, Marte, Júpiter e Saturno), acreditando que se moviam à volta da Terra na "abóbada celeste "; nada podia ser visto ou conhecido além de Saturno".

Mas a Própria evidência obtida pela Voyager 2 em Urano provou o oposto: um certo povo antigo, em época remota, sabia a respeito da existência de Urano, Netuno e até de Plutão, o mais distante!

Os cientistas ainda estão analisando as fotografias e os dados de Urano e suas luas espantosas, procurando respostas para intermináveis enigmas. (...)

Contudo, dois fenômenos, entre as principais descobertas, distinguem Urano de outros planetas. Um é sua cor. Com a ajuda de telescópios da Terra e aeronaves sem tripulantes, nos familiarizamos com o marrom-acinzentado de Mercúrio, a neblina cor de enxofre que cerca Vênus, o tom avermelhado de Marte, a mistura de vermelho, marrom e amarelo de Júpiter e Saturno. Mas, quando as imagens empolgantes de Urano começaram a aparecer nas telas da televisão, em janeiro de 1986, seu aspecto mais surpreendente foi a cor verde-azulada - totalmente diversa de todos os planetas avistados antes.

Outro fenômeno importante e inesperado descoberto foi a composição de Urano. Contestando as previsões anteriores dos astrônomos, de que é um planeta totalmente "gasoso ", como os gigantes Júpiter e Saturno, a Voyager 2 descobriu que Urano era cercado de água em vez de gases. Realmente, foi encontrada uma atmosfera gasosa envolvendo o planeta, mas abaixo dela agita-se uma imensa camada - de 9 mil quilômetros de profundidade! - de "água superaquecida, com temperatura que alcança 4.400 graus centígrados. Essa camada de água quente cerca o núcleo de rocha derretida onde os elementos radioativos (ou outros processos desconhecidos) produzem um imenso calor interno.

Por mais que nos possa surpreender, os antigos sumérios deixaram registrado, nos seus textos produzidos há mais de cinco mil anos, que conheciam a existência de Urano e, mais ainda, o descreveram como sendo verde-azulado e aquoso. (Figura 3)

5000 mil anos depois a NASA confirmou o conhecimento dos Sumérios. (Figura 3) 
Por mais evidências, por mais provas que a ciência produza, o tema extraterrestre ainda é ignorado por governos do mundo todo. É a contra propaganda das elites que desejam dominar o mundo e querem manter o cidadão na total ignorância. Mas, agem não apenas na negação destes fatos e usam ainda armas muitas mais poderosas para alienar a nossa juventude, que em tese, poderia frustrar seus planos de dominação. Dentre estas armas citamos as drogas, que além de um negócio altamente lucrativo, cria também uma nação de zumbis desmotivada e dependente. E outra, é o incentivo ao homossexualismo, que tira do nosso jovem o ímpeto, a bravura, tornando-os dóceis e bonzinhos. A cartilha gay que o PT tentou implantar nas nossas escolas é um exemplo claro. As paradas gays no mundo inteiro são financiadas por essas elites. Damos aqui apenas dois exemplos da atuação dessas elites, tema que já foi objeto de maior detalhamento neste blog.
A elites que são formadas por governos, políticos e religiosos, não medem esforços para viabilizar seus planos de dominação. Fazem da mentira a sua maior arma contra a verdade. Um exemplo robusto é a fraude dessa seita religiosa católica com relação ao Sudário de Turim. Tema que abordamos "en passant" num dos primeiros capítulos desta série, para exemplificar as mentiras que são bombardeadas na mente do cidadão.
O tema revoltou alguns fanáticos regiliosos que enviaram e-mails com protestos (os identificados foram publicados), confirmando que foram convencidos pela propaganda religiosa e que são incapazes de se quer analisar outra versão. Xingam, me chamam de ignorante, inculto, querendo saber quantos livros católitcos eu li e dezenas de outras bobagens que até a lixeira se recusa a deletar.
Para esses pobres coitados, que certamente, irão morrer na ignorância, achando que o tal de Pedro irá recebê-los na porta do céu, sugiro que assistam a este documentário que prova que o tal Santo Sudário não passa da maior farsa da história recente da humanidade. Temos que admitir que ela é quase perfeita, isto porque o seu autor é nada mais nada menos que o mestre Da Vinci. Ora, ora, Zé Mané. Tudo, mas tudo mesmo que uma igreja poderia desejar ter era o retrato do corpo de Cristo ensanguentado num manto "divino". A farsa é atestada por 20 dos maiores cientistas do século XX e confirmada por três laboratórios de reconhecida idoneidade mundial na datação através do teste do carbano. (figura 4)

Cientistas dos três laboratórios de testes de carbono mais renomados do mundo. Eles afirmam que o Sudário de Turim é uma grande fraude. (Figura 4)
O que os padres pedófilos fizeram? Colocaram em campo a contra propaganda para desqualificar o teste de carbono. Ele serve para tudo. Menos para datar o falso sudário. E outra. Este sudário que aí está é a quinta ou sexta versão desta tentativa desses religiosos de ter uma prova material da presença de Cristo. Apesar de fraudulentas, rendeu muitos bilhões aos cofres desta seita.
Assistam ao documentário. São cinco vídeos com um total de uma hora de duração, mais ou menos. Vale a pena, para que o cidadão possa entender como é que funcionam as mentiras que são plantadas no seu cérebro todos os "santos dias". E...segunda feira tem mais. Não perca!





LEIA TAMBÉM: PREFÁCIO   CAPÍTULO I    CAPÍTULO II  CAPÍTULO III  CAPÍTULO IV  CAPÍTULO V  CAPÍTULO VI   CAPÍTULO VII   CAPÍTULO VIII  CAPÍTULO IX  CAPÍTULO X    CAPITULO XI  CAPÍTULO XII
ENCERRAMENTO




1 comentários:

Olá amigos, por favor, me respondam. O eminente cientista russo Dimitri Kouznetsov, ganhador do Prêmio Lenine, o mais importante da União Soviética, é um Padre pedófilo? O Dr. Arnaud-Aaron Upinski, renomado matemático francês, epistemólogo, filólogo e historiador das ciências é um Padre pedófilo? Os pesquisadores da agência italiana ENEA são Padres pedófilos? O teste do C14, não é confiável, pois pode comportar erros absurdos de datação, dentre os quais, um registrado na revista "Science", 1988, que atribuiu a idade de 26 mil anos à carapaça de caracóis que ainda estavam vivos!
O que é difícil mesmo de admitir é o fato de que a ciência, ao invés de refutar, corrobora, cada vez mais a autenticidade do Santo Sudário, posto que, no momento, não chega nem perto de reproduzir a imagem nele contida. Forte abraço!

Postar um comentário

Evite enviar comentário como "Anônimo". Crie um username, um nome fantasia, e acrescente o seu Estado. São 4 maneiras:
01 - Entre com sua ID do Google e digite a senha;
02 - Sua ID de outras redes sociais;
03 - Nome/URL. Aqui basta você colocar seu nome (se desejar), um nome ficticio e coloque o seu Estado. Se tiver um site ou um blog pode colocar o endereço no espaço abaixo;
04 - Anônimo. O que nós pedimos para você envitar. Mas, se optar por esta forma, tudo bem.